Azores Trail Run esgota voos e hóteis

Azores Trail Run Pedro Silva cropO Azores Trail Run, evento de trail-running a disputar a 26 e 27 de maio, no Pico e no Faial, esgotou voos e hóteis. No total, são esperados cerca de 700 atletas oriundos de 23 países.

Enchemos a hotelaria toda. O mesmo se passa com os voos, se há 15 dias se tentasse marcar uma viagem custava 700 euros, neste momento não custa nada porque não há – Mário Leal (director da prova) à Lusa

A edição de 2017 do Azores Trail Run realiza-se na ilha do Faial, já no próximo dia 27 de Maio e ficará marcada pela realização do primeiro Trail Ultra XL dos Açores. A Grande Rota dos Baleeiros percorre 126 km pelos trilhos faialenses, numa homenagem ao património cultural baleeiro da ilha do Faial.

Os atletas inscritos estão repartidos pelas várias provas do evento, sendo as mais procuradas são o ‘Trilho dos 10 Vulcões’ – meia maratona que parte da Caldeira com destino ao Vulcão dos Capelinhos e que terá em 2017 a sua 6ª edição – e o ‘Faial Costa a Costa’ – maratona que se realiza este ano pela quarta vez, com partida da freguesia da Ribeirinha e meta no Vulcão. O evento conta também com um quilómetro vertical na ilha do Pico.

O Azores Trail Run é pontuável para o Ultra Trail do Monte Branco, a principal prova da categoria na Europa.

Azores Trail Run Pedro Silva crop2

A grande maioria dos atletas inscritos continua a ser de nacionalidade portuguesa, mas verifica-se já uma percentagem considerável de atletas estrangeiros a mostrar preferência por correr nos trilhos dos Açores – Mário Leal

Alemanha, Espanha, França, Reino Unido, Luxemburgo, África do Sul, Andorra, Argentina, Áustria, Bélgica, Brasil, Canadá, Chile, Estados Unidos, Grécia, Gronelândia, Itália, Letónia, Noruega, Holanda, Sérvia e Suíça são os países estrangeiros presentes este ano.

Além do transporte aéreo e da hotelaria, a logística da prova também exige um enorme esforço. Mário Leal recordou que a competição envolve cerca de 200 pessoas na organização e muitas “toneladas” de produtos para abastecimentos dos atletas. “Não há nada do género ou parecido” nos Açores,reforçou o director da prova.

Fotos: Pedro Silva

 

1º concurso de inovação para startups na Europa dedicado à qualidade de vida passa por Lisboa

sparklifethecamp, um campus de inovação internacional localizado em França, lança o primeiro concurso europeu de inovação dedicado à qualidade de vida, com cinco dos seus parceiros fundadores (AccorHotels, Village by CA, SNCF Gares & Connexions, Sodexo e Steelcase). O objetivo é fornecer às startups a visibilidade e os meios para conceberem produtos inovadores que possam melhorar e transformar a vida quotidiana, em setores como o bem-estar, o ambiente e a interação social.

Lançado a 27 de março de 2017, Spark Life Contest está aberto a todas as startups europeias que tenham desenvolvido um protótipo e uma referência de mercado. O concurso pretende encontrar os serviços e as tecnologias mais inovadoras em três grandes categorias:

- Saúde e bem-estar: para todas as startups que contribuem para o bem-estar, melhorando a saúde física (corpo, Foodtech, gastronomia conceitual), emocional (revitalização, rejuvenescimento) ou intelectual.

- Espaços e ambiente: para todas as startups que criam soluções e serviços para edifícios e escritórios inteligentes ou que inventam novas formas de conhecer, partilhar, trabalhar e dormir.

- Interação social: para todas as startups que promovem a interação humana, o fortalecimento das relações interpessoais ou que incentivam a cooperação.

Após o lançamento, a primeira fase de candidaturas irá consistir num tour europeu de lançamento que irá decorrer até meados de maio. Em Lisboa, o tour passará no dia 2 de maio, e terá lugar no Second Home Lisboa, no Mercado de Ribeira.

Após este período de candidaturas, seguem-se as fases de seleção e enriquecimento que irão permitir aos candidatos apresentar as suas iniciativas inovadoras, para o apuramento de 10 finalistas. Posteriormente, o thecamp e os seus parceiros fundadores (AccorHotels, Village by CA, SNCF Gares & Connexions, Sodexo e Steelcase) irão selecionar os 5 projetos mais promissores a nível europeu. Os vencedores serão anunciados a 17 de outubro de 2017.

As startups vencedoras terão a oportunidade de participar no programa Acceleration do thecamp, no mês de novembro deste ano, e poderão tirar proveito da infraestrutura do thecamp, bem como do conhecimento dos vários parceiros (privados, públicos, startups, especialistas e artistas…) envolvidos nesta abordagem única à inovação na Europa.

Além disso, a AccorHotels, a Village by CA, a SNCF Gares & Connexions, a Sodexo e a Steelcase irão oferecer às startups vencedoras um contrato “Prova de Conceito” para as orientar durante as fases de experimentação e de estudos de mercado específicos para os seus projetos. Com um programa de tutoria personalizado, as startups terão a oportunidade de conhecer os especialistas destas empresas para os setores relevantes.

Para mais informações sobre o concurso e o processo de candidatura, consultar o Agorize:
http://www.sparklife-contest.com

thecamp é o campus de nova geração dedicado a tecnologias emergentes, com abertura agendada para o outono de 2017, em Aix-en-Provence (França). Reunirá parceiros públicos e privados, empresas em posição de relevo, startups, estudantes e artistas de todo o mundo, num esforço para fortalecer as pessoas e as organizações que pretendem fazer a diferença de forma ativa.

Fonte: Spark Life Contest
Foto: DR

Maratona ou 100 quilómetros em circuito fechado pelo prazer de correr

lousada1A Milaneza 100 k Portugal é um evento desportivo de corrida de resistência, que decorre na vila de Lousada. A segunda edição teve lugar a 1 de Abril e foi composta por provas de Ultramaratona (100 km) e Maratona realizadas a nível individual ou por estafeta

Já imaginou um evento desportivo que reúna maratonistas, ultramaratonistas, praticantes de trail-running, famílias, tendas e piqueniques? Pois esse evento existe, ou para sermos exactos, existem dois. E os responsáveis pelos dois são os mesmos – a dupla Vítor Dias e João Paulo Meixedo.

O circuito da prova tem 2.326 metros, sendo o piso maioritariamente constituído por asfalto, exceptuando-se algumas curtas secções em terra batida e tartan.

Além da prova da Maratona, a 2ª edição da 100k Portugal teve como novidades o “dorsal Analice Silva” e o Troféu Analice Silva, uma homenagem à atleta recentemente desaparecida, que participou na primeira edição do evento e pretendia estar novamente presente este ano.

lousada2

A Excelência Portugal aceitou o desafio da organização e participou em estafeta (Mariana Ballester, Miguel Marote Henriques e José Faria) na distância rainha – os 100K.

No dia das mentiras, rumámos a Lousada e deparámos com um complexo desportivo de fazer inveja a qualquer grande cidade.  Chegámos cedo, dado que a partida de todas as provas estava marcada para as 9 horas e era necessária alguma antecedência para levantarmos os dorsais e instalarmos o nosso material.

A tribo de participantes era composta por mais 200 guerreiros de 9 nacionalidades (Portugal, Brasil, China, Dinamarca, Espanha, França, Itália, Noruega e Suécia). Com idades até aos setentas, corredores anónimos e outros mais conhecidos nestas andanças como o João Oliveira, a Carla André ou a Flor Madureira, participaram nas 4 provas.

No nosso caso, os 100 quilómetros foram repartidos por 3 participantes, o que permite vivenciar todo o ambiente do evento enquanto não se corre e incentivar o elemento que está em prova.

O sucesso do evento deve-se em grande parte ao carácter inovador (em Portugal) deste circuito fechado, que permite realizar estas distâncias num ambiente mais controlado, com assistência sempre disponível e abastecimentos sólidos e líquidos. Estas características permitem a muitos completarem distâncias que de outra forma não conseguiriam, além de proporcionar um enorme convívio entre os participantes e acompanhantes.

O objectivo principal varia de participante para participante e vai desde simplesmente completar uma maratona ou uma ulta-maratona, superar uma marca do ano anterior ou treinar para uma prova futura.

Fugindo de lógicas comerciais, os eventos organizados pela dupla que a Bárbara Baldaia (para os mais distraídos: jornalista responsável pelo já icónico programa TSF Runners) apelidou de “Dupont e Dupond da corrida”, são momentos únicos de amizade e convívio. Aliás, o convívio é a característica mais apreciada pelos participantes.

E os vencedores? Os vencedores foram todos os que participaram.
Os primeiros classificados foram os seguintes:

100K

Masculinos

1º Luís Gil (Decathlon Maia) 7.22.51
2º Bruno Ferreira (Indiv.) 7.33.12
3º Paulo Fernandes (GCTVR) 7.58.23

Femininos

1ª Aud Elisabeth Stuhr (Noruega) 8.25.54
2ª Esmeralda Melo (Figueira Kayak Clube) 12.32.48

100K ESTAFETA

1ª GDR Retorta 1: 6.01.36
2ª Gaia Trail: 6.16.29
3ª Zamora Corre: 9.17.28

MARATONA 42K

Masculinos

1º Adelino Silva (GDR retorta) 2.50.24
2º João Oliveira (Chaves Running Team) 3.00.26
3º José Afonso (H. Santa Maria RT) 3.08.32

Femininos

1ª Carla André (Indiv.) 3.38.18
2ª Liu Mengru (Indiv.) 4.01.16
3ª Fernanda Alves (Tartarugas do Asfalto) 4.29.57

MARATONA 42K ESTAFETA

1ª GDR Retorta 2: 2.36.51
2ª ADR Aveleda 3: 2.42.15
3ª AD Lustosa 1 : 2.52.25

Resultados completos aqui.

O evento foi organizado pela marca 100 k Portugal em co-organização com a Câmara Municipal de Lousada e com o Grupo Dramático e Recreativo de Retorta, tendo tido também um objectivo social que resultou na entregua um cheque no valor de 358 euros aos Bombeiros Voluntários de Lousada.

A 9 de setembro teremos o 24 h Portugal – 24 Horas a Correr 2017, o outro evento de resistência em circuito fechado. A organização é a mesma e o convívio promete.

Fotos: DR

 

Dupla de designers “O João e a Maria” participam na exposição Glass Cares em Milão

joaoemaria_peçaO jovem designer industrial João Abreu Valente vai marcar presença em Milão na exposição Glass Cares em conjunto com Maria Pita Guerreiro. A dupla de designers portugueses, intitulada O João e a Maria, irá participar, juntamente com outros 9 designers portugueses, na exposição Glass Cares, em Ventura Lambrate, durante a semana de design de Milão.

A iniciativa da OFF Portugal, uma colaboração desenvolvida entre o Arquivo 237, a VICARA e o CENCAL – Centro de Formação Profissional para a Indústria da Cerâmica, deu origem a 10 peças em vidro elaboradas durante uma residência de dois dias na Marinha Grande, com o saber e a experiência dos grandes mestres vidreiros que emprestaram todo o seu expertise aos jovens designers.

A peça criada pela dupla O João e a Maria intitula-se CMYK, abreviatura de Cyan, Magenta, Yellow e Black (as cores primárias) e é um conjunto de garrafa e copo que ‘brincam’ com jogos de luz e cor. “Quisemos criar uma peça que nunca fosse estática. O azul, o magenta e o amarelo criam novas cores quando se unem. A transparência do material é usada para permitir a fusão de cores, ao sobrepor camadas de vidro colorido em cima da garrafa já colorida”, refere João Abreu Valente.

Durante os 6 dias do evento, os designers portugueses pretendem causar impacto com as peças produzidas e demonstrar a qualidade técnica e artística do seu trabalho, desenvolvido na região de Portugal com maior tradição e sabedoria na arte de bem trabalhar o vidro.

Mais sobre João Abreu Valente

Nascido em Lisboa, em 1984, João Abreu Valente Licenciou-se em Design de Produto pela Faculdade de Belas Artes de Lisboa, em 2008. Em 2012, terminou o Mestrado em Contextual Design pela Design Academy Eindhoven. De regresso a Lisboa, em 2013, abriu o seu estúdio e fundou o Arquivo 237, uma plataforma cultural na Rua da Rosa, no Bairro Alto. Em 2012 criou o Teapot’set: um bule que produz o seu próprio serviço de chá, coleção que já arrecadou prémios importantes de design: Primeiro Prémio na Homeless Design Competition durante o Salone del Mobile, em 2013; Be Open’s Young Talent Award, em 2014; e Prémio Finalistas Daciano da Costa, em 2015.

Fonte: O João e a Maria
Foto: DR

Madeira Film Festival está de volta

mffO Madeira Film Festival é um festival de cinema independente internacional inspirado na natureza, que congrega várias iniciativas associadas à sustentabilidade, arte, educação, eco-turismo, lazer, um tributo à Floresta Laurissilva consagrada Património Mundial Natural da Humanidade, pela UNESCO.

Já na sua sexta edição, o Madeira Film Festival marca a diferença igualmente pela sua vertente educacional direcionada ao desenvolvimento de projetos em inúmeras áreas designadamente: comunicação e marketing, multimédia, artes e design, teatro, ambiente e sustentabilidade, entre muitos outros, num evento que tem por objetivo despertar as consciências para a preservação ecológica dos recursos naturais, e constitui uma excelente oportunidade para aqueles que desejem que o seu projeto filmográfico seja avaliado por cinematógrafos internacionais.

O Madeira Film Festival realiza-se de 17 a 23 de Abril, no Belmond Reid’s Palace, Teatro Baltazar Dias e Pestana CR7, que será o ponto de convívio de todos os participantes do evento.

De 18 a 23, serão exibidas 18 longas-metragens e 12 curtas, no Teatro Municipal, com bilhetes a três euros.

Fontes: visitmadeira.pt;visifunchal.pt
Foto: DR

 

Prémio Empreendedorismo e Inovação Crédito Agrícola 2017 lançado na AGRO

premioCCAMO Prémio Empreendedorismo e Inovação Crédito Agrícola visa contribuir para a disseminação da cultura de empreendedorismo e inovação nos sectores agrícola, agroindustrial e florestal em Portugal. A edição de 2017  foi apresentada na AGRO, a maior feira do setor primário do Norte do país.

Esta edição do prémio vai focar-se nas fileiras estratégicas para Portugal, distinguindo e incentivando empresas e projetos que se destaquem nas categorias: Cereais, Floresta, Hortofruticultura, Produção Animal e Inovação em Colaboração.

O Prémio Empreendedorismo e Inovação Crédito Agrícola 2017 e as condições para concorrer foram apresentadas durante a Grande Conferência da 50.ª AGRO. Organizada pela InvestBraga, com o apoio do Crédito Agrícola. Este evento trouxe a debate os temas-chave para o futuro do setor primário, dentre os quais se destacaram também o empreendedorismo e a inovação, num painel que contou com a participação da diretora da Startup Braga, Daniela Monteiro.

A AGRO decorreu entre os dias 23 e 26 de março, no Parque de Exposições de Braga. Considerada a maior feira do setor na região Norte de Portugal e uma das maiores a nível nacional, a AGRO é a única do país a integrar a Eurasco – European Federation of Agricultural Exhibitions and Show Organizers. A AGRO faz ainda parte das feiras acreditadas pela UFI – The Global Association of the Exhibition Industry, e a 50.ª edição do certame conta com a presença de um representante desta associação.

O Prémio Empreendedorismo e Inovação Crédito Agrícola 2017 resulta de uma parceria entre a Caixa de Crédito Agrícola e a INOVISA.

Fonte: Prémio Empreendedorismo e Inovação Crédito Agrícola
Foto: DR

BTL: Visite os Açores sem sair de Lisboa

Azores_BTL_2017Os Açores voltam a marcar presença na BTL – Feira Internacional de Turismo, que decorre em Lisboa de 15 a 19 de março, convidando os visitantes a viajarem virtualmente até ao arquipélago.

Não somos, nem pretendemos ser, um destino de massas – Marta Guerreiro, Secretária Regional da Energia, Ambiente e Turismo, em entrevista à Excelência Portugal

De acordo com a Secretaria Regional da Energia, Ambiente e Turismo, nesta edição da BTL, “pretende-se consolidar a transição para um tipo de natureza ativo e fortalecer a ligação entre a contemplação da paisagem e o usufruto de atividades de animação turística, permitindo evidenciar as inúmeras possibilidades existentes, em terra e no mar, em cada uma das nove ilhas do arquipélago, enquanto desafio de desenvolvimento do setor”.

A presença da Região neste certame inclui um stand com 720 metros quadrados, com cerca de 30 módulos de negócio para as empresas do setor, um trilho virtual e uma agenda com mais de 30 eventos, onde se destacam as atividades ao ar livre.

As ações e apresentações no stand dos Açores envolvem agentes públicos e privados articulados no desenvolvimento do setor. A tecnologia aliada à promoção turística é uma das grandes apostas, oferecendo aos visitantes uma ida aos Açores através de um trilho e de óculos virtuais disponíveis no local.

Os Açores lideram os crescimentos registados no setor do turismo nacional, que se refletiram em mais de 1,9 milhões de dormidas em 2016, já com os dados de todas as tipologias de alojamento apurados. Este valor traduz um aumento de 26% relativamente a 2015, num crescimento que se registou generalizadamente em todos os mercados de turistas que visitam o arquipélago.

O mercado nacional é um dos principais mercados emissores da Região (41% em 2016), no qual o Governo dos Açores continua focado em manter a sua atuação de acordo com o Plano Estratégico e de Marketing do Turismo.

“Free Running Azores” sorteia viagem, estadia e participação em prova do Azores Trail Run® 

O Azores Trail Run® e o Turismo dos Açores convidam a participar no “Free Running Azores”, a 18 de março, num percurso de 10 quilómetros no Parque das Nações.

O treino ligeiro é guiado pelo Azores Trail Run® para promover as provas de trail running que decorrem nos Açores. A primeira prova tem lugar em maio, na Ilha do Faial.

É um treino de aproximadamente 60 minutos, cuja partida e meta, se localiza na entrada da FIL, no Parque das Nações, onde decorre a BTL.

A participação é gratuita e a concentração está agendada para as 10h00, à entrada da Feira, altura em que serão registados os participantes, que serão presenteados com um buff e uma t-shirt técnica.  A partida deverá acontecer pelas 10h30.

Habilite-se a uma viagem real aos Açores!

Confirmações de presença para:
Eva Mota
E-mail: evamota@visitazores.travel
Telemóvel: 93 205 83 52

Fonte: GACS
Foto: DR

Artigos relacionados:
Açores: Secretária Regional do Turismo em entrevista
Açores aposta no Turismo Ornitológico
Açores: 2016 deverá ser o melhor ano de sempre para o turismo em todas as ilhas
Turismo dos Açores regista crescimento expressivo
Parque Natural do Faial conquista prémio EDEN Innovation Awards 2016


Apoio na cobertura dos Açores
http://www.sata.pt/pt-pt

 

 

 

Vinhos de Portugal em destaque na ProWein 2017

O maior evento europeu no sector vitivinícola volta a receber a promoção de vinhos portugueses. Entre os dias 19 e 21 de Março, serão apresentados, na ProWein, realizada em Dulsseldorf, os novos projectos de vinicultores nacionais e as tendências do vinho em Portugal, com a participação de mais de 350 produtores.

Portugal faz parte dos países vinícolas com importante interesse no cenário internacional e continua registar um crescimento consistente no mercado germânico. As exportações de vinhos tranquilos aumentaram 9,7% mas por via da queda dos licorosos, em particular o Porto, as exportações de todos os tipos apenas aumentaram 1,7%. A Alemanha é actualmente o segundo mercado em termos de valor de importação, logo após os Estados Unidos.

O espaço da ViniPortugal conta com uma área destinada aos vinhos nacionais superior à de 2016, com 1011 m2, onde haverá uma zona de degustação de vinhos premiados e um programa com seminários de temas variados.

No stand da ViniPortugal na Prowein, a zona de degustação gratuita (Hall 10 / C02) oferece este ano aos visitantes mais de 80 vinhos seleccionados, premiados em concursos e provas nacionais e internacionais. Os visitantes terão a oportunidade de falar e reunir-se com os produtores de vinhos nas inúmeras zonas de apresentação individuais.

A programação inclui ainda cerca de 20 seminários constituídos por temas variados dirigidos a diferentes públicos-alvo da gastronomia, comércio e imprensa. Os painéis contarão com palestrantes de renome internacional, como Caro Maurer MW ou Justin Leone, sommelier no restaurante Tantris. Destaque ainda para Christina Fischer e Patrick Jabs que abordarão a harmonização com vinhos portugueses, apresentando pratos que combinam com os vinhos Portugueses. Para quem busca novas tendências destaque para o seminário “Jovens Enólogos – Tradição Viva Através da Inovação”.

Entre os oradores nacionais ênfase para António Graça que abordará “Portugal Mundo da diferença”, para o seminário da “Wine and Moderation”, que abordará a questão do consumo do vinho e da responsabilidade Social e para o debate sobre “Vinhas Familiares de Lisboa @lisbonfamilyvineyards” com Sandra Tavares, James Frost, António Maçanita e Francisco Bento dos Santos.

Fonte: ViniPortugal
Foto: DR

Porto Santo Nature Trail® revelou segredos da “Ilha Dourada”

pxo1_trailUm site de informação turística dedicado à “ilha dourada afirma que “O Porto Santo é uma extensa praia de areia com um pouco de ilha a acompanhar”. Participámos no Porto Santo Nature Trail® e somos obrigados a discordar desta generalizada e redutora associação do Porto Santo à sua longa praia de areia.

A Ilha de Porto Santo situa-se em pleno Oceano Atlântico, no Arquipélago da Madeira, a cerca de 50km de distância da Ilha da Madeira. Embora possa ter sido visitado por Romanos e Fenícios,  a descoberta oficial do arquipélago teve lugar em 1148, primeiro com Porto Santo pelos navegadores João Gonçalves Zarco e Tristão Vaz Teixeira, e no ano seguinte, a Ilha da Madeira com João Gonçalves Zarco e Bartolomeu Perestrelo.

Diz-se que Cristóvão Colombo terá habitado na ilha, casando em 1479 ou 1480 com Filipa de Moniz, filha de Bartolomeu Perestrelo, primeiro capitão donatário do Porto Santo. A casa onde terá habitado encontra-se restaurada e visitável.

Fruto das suas praias de areia fina, a que se atribuem propriedades terapêutico-medicinais e que contrastam com as praias de “calhau” da Ilha da Madeira, o Porto Santo tornou-se o local de veraneio preferido dos madeirenses. Quem não se recorda das mediáticas férias do histórico presidente do Governo Regional, Alberto João Jardim?

pxo2_trailO Porto Santo Nature Trail® foi o motivo da nossa visita à “Ilha Dourada”, assim apelidada pela cor do seu solo, vegetação e às praias de areia fina. A 5ª edição do evento organizado anualmente pela Associação de Atletismo da Região Autónoma da Madeira (AARAM), teve lugar no dia 4 de Março, abanando a habitual pacatez da ilha e da economia local na época baixa.

Cerca de 700 pessoas puderam comprovar in-loco o grande potencial que o Porto Santo apresenta para o Turismo desportivo e de natureza. Mesmo sem apoio da autarquia local, o evento duplicou o número de participantes e acompanhantes face ao ano anterior.

Esta edição teve um formato renovado com três provas que cobriram a ilha de lés-a-lés:

• Porto Santo Nature Trail® (PSNT) – 42 km e 1900 metros de desnível positivo (formato circular);

• Trail do Porto Santo (TPS) – 21 km e 1050 metros de desnível positivo (formato linear);

• Mini Trail do Porto Santo (MTPS) – 8 km e 240 metros de desnível positivo (formato linear);

Houve ainda uma prova-extra dedicada aos mais jovens, o Kids Trail do Porto Santo (KTPS) – entre 1 km e 3 km (formato circular).pxo3_trailAs provas foram exigentes e contrariaram a noção que muitos tinham relativamente ao perfil (supostamente) plano da ilha. A organização fez questão de demonstrar que o Porto Santo tem potencial para o trail-running e incluiu os picos mais emblemáticos nos percursos.

Fomos brindados por paisagens surpreendentes que incluem os vestígios das antigas fazendas, os espinhosos tabaibos, as escarpas, os miradouros virados para o oceano azul e muito mais.

A Vila Baleira foi o palco da meta de todas as provas.  Renato Andrade (RC Travel) e Ana Luísa Viveiros (ADRAP) venceram a prova maior, cumprindo 0s 42 quilómetros em 4 horas e 4 horas e 37 minutos, respectivamente.  A prova de 21 quilómetros foi ganha por Bruno Silva e Mariana Mendonça, ambos atletas da Associação Desportiva e Cultural do Jardim da Serra, com os tempos de 1 hora e 48 minutos e 2 horas e 31 minutos.

E a praia? A praia foi palco da partida da prova dos 42 quilómetros e do meu primeiro mergulho do ano.

Depois de palco da meta, a Vila Baleira foi também local de convívio e animação para todos os que participaram ou acompanharam o evento. Depois do esforço físico, a cerveja e a tradicional poncha já eram permitidas.

pxo4_trailA AARAM está de parabéns pela aposta que feito no trail-running. A visão do seu presidente, Luís Policarpo e a experiência do seu director técnico para o trail-running, Nuno Gonçalves, estão a dar resultados.  A Madeira tem um circuito regional muito disputado, um calendário de provas muito abrangente e tem conseguido fazer chegar os seus atletas à selecção nacional.

Fruto do enorme sucesso desta 5ª edição, estou certo que os merecidos apoios chegarão na próxima edição. No próximo ano, a prova poderia até ser inserida no programa das comemorações dos 600 anos da descoberta do Porto Santo.

Fotos: DR

EPIC SANA Algarve comemora 4º aniversário com corrida na Praia da Falésia

Falesia_Beach_Para celebrar o seu 4º aniversário o hotel EPIC SANA Algarve organiza, em parceria com a Associação Free Challenge, a EPIC SANA Beach Run. Trata-se de uma corrida de 10km pelo fabuloso areal da Praia da Falésia.

Domingo, dia 12 de Março, aquela que já foi considerada “A Melhor Praia do Mundo” pela TripAdvisor vai ser palco da EPIC SANA Beach Run. A iniciativa poderá ser disputada nas modalidades de caminhada ou corrida (5 ou 10 km) e é aberta a todos os interessados.

A partida será dada pelas 10 horas e no final do percurso os vencedores serão premiados. O 1º classificado ganha um programa EPIC Fitness Weekend que inclui 2 noites no hotel e um plano de fitness personalizado para esses dias.

A inscrição tem um valor de 6,50€ para a caminhada e 8,00€ para a corrida mas inclui t-shirt e, já a pensar no Verão, entrada gratuita para o Aquashow Park. No final do evento, o hotel convida todos os participantes a celebrar o seu aniversário com um bolo confeccionado pelo Chef pasteleiro António Gomes.

Este evento inédito insere-se no posicionamento do EPIC SANA Algarve como um hotel para alcançar saúde e bem-estar, em linha com os vários programas de férias que disponibiliza com uma forte componente desportiva.

Em apenas 4 anos, O EPIC SANA Algarve já conquistou os galardões de “ Melhor Hotel Costeiro do Mundo” (2014) atribuído pelo World Luxury Hotel Awards, “Seaside Resort Category” (2016) pelos Haute Grandeur Global Awards e a nível Nacional também pela mesma organização o prémio “Melhor Hotel Romântico”. O SPA SAYANNA WELLNESS deste hotel conquistou  o prémio de “Melhor SPA do Mundo” (2016) pela World Luxury Hotel Awards.

A iniciativa conta com os apoios da Câmara Municipal de Albufeira, da Autoridade Marítima Nacional, do Clube Desportivo Areias de São João e da Associação de Atletismo do Algarve.

Fonte: EPIC SANA Algarve
Foto: DR

Inscrições: www.aaalgarve.org
Data da corrida: 12 de Março
Horário: 10h00
Local: Praia da Falésia, Açoteias – Albufeira (início e término)
Modalidade corrida (10km) – Modalidade caminhada (5km)
Abastecimento de água e fruta