Maratona ou 100 quilómetros em circuito fechado pelo prazer de correr

Autor: Miguel Marote Henriques    Data: 9-04-2017
Publicado em: Desporto, Eventos

lousada1A Milaneza 100 k Portugal é um evento desportivo de corrida de resistência, que decorre na vila de Lousada. A segunda edição teve lugar a 1 de Abril e foi composta por provas de Ultramaratona (100 km) e Maratona realizadas a nível individual ou por estafeta

Já imaginou um evento desportivo que reúna maratonistas, ultramaratonistas, praticantes de trail-running, famílias, tendas e piqueniques? Pois esse evento existe, ou para sermos exactos, existem dois. E os responsáveis pelos dois são os mesmos – a dupla Vítor Dias e João Paulo Meixedo.

O circuito da prova tem 2.326 metros, sendo o piso maioritariamente constituído por asfalto, exceptuando-se algumas curtas secções em terra batida e tartan.

Além da prova da Maratona, a 2ª edição da 100k Portugal teve como novidades o “dorsal Analice Silva” e o Troféu Analice Silva, uma homenagem à atleta recentemente desaparecida, que participou na primeira edição do evento e pretendia estar novamente presente este ano.

lousada2

A Excelência Portugal aceitou o desafio da organização e participou em estafeta (Mariana Ballester, Miguel Marote Henriques e José Faria) na distância rainha – os 100K.

No dia das mentiras, rumámos a Lousada e deparámos com um complexo desportivo de fazer inveja a qualquer grande cidade.  Chegámos cedo, dado que a partida de todas as provas estava marcada para as 9 horas e era necessária alguma antecedência para levantarmos os dorsais e instalarmos o nosso material.

A tribo de participantes era composta por mais 200 guerreiros de 9 nacionalidades (Portugal, Brasil, China, Dinamarca, Espanha, França, Itália, Noruega e Suécia). Com idades até aos setentas, corredores anónimos e outros mais conhecidos nestas andanças como o João Oliveira, a Carla André ou a Flor Madureira, participaram nas 4 provas.

No nosso caso, os 100 quilómetros foram repartidos por 3 participantes, o que permite vivenciar todo o ambiente do evento enquanto não se corre e incentivar o elemento que está em prova.

O sucesso do evento deve-se em grande parte ao carácter inovador (em Portugal) deste circuito fechado, que permite realizar estas distâncias num ambiente mais controlado, com assistência sempre disponível e abastecimentos sólidos e líquidos. Estas características permitem a muitos completarem distâncias que de outra forma não conseguiriam, além de proporcionar um enorme convívio entre os participantes e acompanhantes.

O objectivo principal varia de participante para participante e vai desde simplesmente completar uma maratona ou uma ulta-maratona, superar uma marca do ano anterior ou treinar para uma prova futura.

Fugindo de lógicas comerciais, os eventos organizados pela dupla que a Bárbara Baldaia (para os mais distraídos: jornalista responsável pelo já icónico programa TSF Runners) apelidou de “Dupont e Dupond da corrida”, são momentos únicos de amizade e convívio. Aliás, o convívio é a característica mais apreciada pelos participantes.

E os vencedores? Os vencedores foram todos os que participaram.
Os primeiros classificados foram os seguintes:

100K

Masculinos

1º Luís Gil (Decathlon Maia) 7.22.51
2º Bruno Ferreira (Indiv.) 7.33.12
3º Paulo Fernandes (GCTVR) 7.58.23

Femininos

1ª Aud Elisabeth Stuhr (Noruega) 8.25.54
2ª Esmeralda Melo (Figueira Kayak Clube) 12.32.48

100K ESTAFETA

1ª GDR Retorta 1: 6.01.36
2ª Gaia Trail: 6.16.29
3ª Zamora Corre: 9.17.28

MARATONA 42K

Masculinos

1º Adelino Silva (GDR retorta) 2.50.24
2º João Oliveira (Chaves Running Team) 3.00.26
3º José Afonso (H. Santa Maria RT) 3.08.32

Femininos

1ª Carla André (Indiv.) 3.38.18
2ª Liu Mengru (Indiv.) 4.01.16
3ª Fernanda Alves (Tartarugas do Asfalto) 4.29.57

MARATONA 42K ESTAFETA

1ª GDR Retorta 2: 2.36.51
2ª ADR Aveleda 3: 2.42.15
3ª AD Lustosa 1 : 2.52.25

Resultados completos aqui.

O evento foi organizado pela marca 100 k Portugal em co-organização com a Câmara Municipal de Lousada e com o Grupo Dramático e Recreativo de Retorta, tendo tido também um objectivo social que resultou na entregua um cheque no valor de 358 euros aos Bombeiros Voluntários de Lousada.

A 9 de setembro teremos o 24 h Portugal – 24 Horas a Correr 2017, o outro evento de resistência em circuito fechado. A organização é a mesma e o convívio promete.

Fotos: DR