Turismo de Portugal procura ideias de negócio inovadoras

Autor: Carlos Cardoso    Data: 9-03-2016
Publicado em: Empreendedorismo, Inovação, Notícias, Startups, Turismo

slide3

O Tourism Creative Factory é um programa de aceleração de startups, promovido pelo Turismo de Portugal . Esta iniciativa procura ideias de negócio inovadoras no campo do turismo cultural e património, restauração e gastronomia, turismo de ar livre, turismo desportivo, enoturismo, turismo inclusivo e turismo religioso.

A 1ª edição do Tourism Creative Factory decorre de março a julho de 2016, , sendo que as inscrições decorrem até 18 de março no site do programa.

A iniciativa, dirigida a alunos e ex-alunos das Escolas de Hotelaria e Turismo, vai decorrer nas Escolas de Faro (Bootcamp – início a 29 março) e de Setúbal (Fase de Modelação das Ideias).

O programa de aceleração vai realizar-se no Tourism Lab (T-Lab), onde os participantes têm oportunidade de testar o projecto e o modelo de negócio através da realização de testes de mercado com clientes reais.

O Tourism Creative Factory será ainda activado por um Embaixador em cada Escola que terá como responsabilidade assegurar as ligações entre o Creative Factory e a comunidade local, bem como colocar em rede os alunos, formadores e mentores. Refira-se ainda que o programa não fechará as portas aos pequenos empreendedores locais, interessados em afirmar e posicionar o seu negócio.

O programa articula uma rede de mentores e tutores, com reconhecida experiência no negócio do turismo, que vão apoiar os futuros empreendedores no desenho de projectos ajustados ao mercado e na formatação de planos de negócio rigorosos e abrangentes.

A aceleração de startups desenvolvida pelo Turismo de Portugal vai desenrolar-se através de diversos modelos de funcionamento, com duração variável, terminando com o Demo-Day, dia em que os projectos vão ser mostrados ao público e aos investidores.

A Rede de Escolas do Turismo de Portugal é constituída por 12 escolas, de norte a sul do país (Porto, Douro/Lamego, Viana do Castelo, Coimbra, Oeste, Estoril, Lisboa, Portalegre, Setúbal, Vila Real de Santo António, Portimão e Faro), e duas em regime de protocolo com as autarquias do Fundão e Mirandela. Apostam na formação profissional, qualificando e elevando as competências dos profissionais do sector.

As Escolas do Turismo de Portugal formam mais de 3.000 alunos por ano, preparando os jovens para o primeiro emprego e simultaneamente qualificam os profissionais do sector, com vista à melhoria da qualidade e prestígio das profissões turísticas.

Fonte: Turismo de Portugal
Foto: DR