Ismael Teixeira tornou-se no primeiro sacerdote do mundo a completar uma prova “Ironman”

Autor: Miguel Marote Henriques    Data: 4-09-2016
Publicado em: Desporto, Notícias

ironpriestO padre Ismael Teixeira, conhecido como ‘Ironpriest’, tornou-se no primeiro sacerdote do mundo a completar uma prova “Ironman”. O “sonho” pessoal do sacerdote luso concretizou-se no dia 21 de agosto, em Copenhaga, naquela que foi a sua primeira prova de triatlo de longas distâncias.

Desatei a chorar, ajoelhei-me a rezar, beijei o chão dessa terra onde fiz a primeira loucura desportiva, como forma de agradecer a Deus - Ismael Teixeira à Agência ECCLESIA

Foram 3800 metros a nadar, 180 quilómetros de bicicleta e uma maratona (42,195 quilómetros), pelo que o padre Ismael Teixeira considera que agora a alcunha ‘Ironpriest’ (padre de ferro) lhe “assenta bem”. 11 horas, 13 minutos e 49 segundos foi o tempo do padre Ismael, que alcançou o 910.º lugar da geral, entre 2848 atletas.

Para o sacerdote, que desde a sua infância em Trás-os-Montes praticou vários desportos, o triatlo é o “mais completo” que um cristão pode praticar.

A oração é o ‘doping’, sobretudo na parte da natação, em que tenho mais medo, é a minha parte mais fraca

Na última prova, o sacerdote recebeu vários pedidos de oração, um sinal “ótimo” da presença da Igreja Católica no desporto, em campos onde “os homens procuram alegria, vida saudável”. Neste contexto, já sugeriu ao cardeal-patriarca de Lisboa a criação de um departamento dedicado ao desporto.

O padre Ismael considera que “o desporto também é lugar de evangelização, pastoral” e incentiva os párocos a associarem-se às iniciativas que se realizam nos seus territórios, dado que “muitos eventos estão associados a causas de caridade”.

Para o também professor universitário, a preparação desportiva sistemática ajudou a “organizar melhor” a agenda para tentar “conciliar tudo, mas ainda assim às vezes falta aos treinos, porque o mais importante na sua vida é “ser padre”.

Aos 41 anos de idade, o padre Ismael Teixeira cumpriu também o “sonho” de tornar-se atleta do Sport Lisboa e Benfica, o seu “clube do coração” desde criança, “uma parceria ideal” onde tem acesso a todos as estruturas que estão disponíveis para os outros atletas.

Fonte: Agência ECCLESIA
Foto: DR